Porque é que não se deve misturar política com negócios…

Há quem se interesse por novelas da TVi e da Sic, eu cá fico-me pelas novelas tecnológicas que por vezes se geram. A mais recente começou com a batalha disputada entre a Google e o governo Chinês, entre ataques provenientes de Universidades Chineses aos sistemas da Google, disputa pela imposição da censura aos conteúdos de internet, retirada da Google da China e redireccionamento das pesquisas para Hong Kong e por aí em diante numa never ending story.

Em jeito de analogia este episódio remete para aquela quote máxima de quem vai para uma reunião “deve evitar falar de política, religião e futebol”, a Google ao entrar num conflito político e cultural com uma nação de peso como a China, encontra-se na iminência de entregar em chave na mão para os seus concorrentes directos, aquela que é a maior potência de mercado em advertising no mundo.

Sobre este assunto penso o seguinte, de forma alguma poderia concordar com a política de censura do governo chinês no que respeita ao acesso a informação na Internet, por outro lado não consigo entender a posição da Google numa óptica de imposição das próprias regras ao Governo Chinês e sucessivo workaround provocatório com o redireccionamento dos serviço para Hong Kong, algo infeliz a meu ver quando se sabe que a China controla as Firewalls dos providers e obviamente passou a bloquear os serviços da Google nesta condição.

Posto isto a Google crítica a posição da Microsoft por acatar as demandas governamentais chinesas com o Bing censurado, algo que não se entende quando no passado diziam que preferiam um Google censurado para os Chineses do que não terem um Google de todo. Na minha óptica de gestor de bancada, business is business, as empresas tecnológicas não foram feitas com o objectivo de fazer prevalecer os direitos humanos, princípios de valor ético/moral até ao termo em que colidem com factores políticos, religiosos e culturais de cada região/país, devem sim respeitar e adaptar-se às condições territoriais, criar bases de sustentação e crescimento de negócio não esquecendo a génese fundamental de que as suas soluções devem representar uma mais valia para as empresas ou utilizadores finais.

Sugiro este artigo para perceberem um pouco mais deste assunto:

Google’s Chinese Perestroika, Microsoft and the New Search Cold War
http://news.softpedia.com/news/Google-s-Chinese-Perestroika-Microsoft-and-the-New-Search-Cold-War-138594.shtml

R-Tape Loading error,
Luís Rato

Anúncios

~ por Luis Rato em 31 de Agosto de 2010.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: